Archive | fevereiro 2016

FINDECT e Sindicatos filiados fazem atos no Rio de Janeiro para exigir que Banco BNY Mellon cubra rombo do Postalis

Em dois grandes atos no Rio de Janeiro, um deles realizado em frente ao CTC Cidade Nova pela manhã, e outro à tarde, este realizado em frente a sede do Banco BNY Mellon no dia 26 de fevereiro, Sindicato e Federação exigiram que o banco seja responsabilizado e pague o prejuízo que deu ao Postalis que ultrapassam 2 bilhões de reais com gestão de fundos de investimentos – Também exigiram que ECT pague o R$ 1,1 bilhão que deve – Não vamos aceitar que joguem a dívida para os trabalhadores!

img_protesto_BNY_26_02_2016

A FINDECT e os Sindicatos filiados realizaram um grande protesto em frente à sede do Banco BNY Mellon, no Rio de Janeiro, no dia 26 de fevereiro. O SINTECT-SP levou uma caravana com mais de 150 trabalhadores da SPM ao ato, Bauru mais 50 da SPI, que se juntaram aos companheiros do Rio de Janeiro, Tocantins e aos representantes da ADCAP.

O OBJETIVO DO ATO FOI COBRAR DO BANCO NORTE-AMERICANO QUE PAGUE O PREJUÍZO QUE GEROU NO POSTALIS COM COMPRA E VENDA DE TÍTULOS NO MERCADO DE CAPITAIS, QUE ENVOLVERAM MÁ GESTÃO E FRAUDE.

Os negócios fraudulentos já são conhecidos. Foram apurados na CPI dos Fundos de Pensão, que já emitiu mandado de prisão do gestor das aplicações financeiras do Postalis, que está foragido. Auditoria do governo também indicou falhas de controle do Banco BNY Mellon, que coordenava a carteira de investimentos do Postalis.

img_protesto_BNY_26_02_2016_2

A gestão fraudulenta implica a compra de títulos pelo Postalis no mercado de capitais a preços cerca de 60% acima do valor real. A má gestão está na compra de títulos podres que depois perderam o valor.

A Federação e o SINTECT-SP exigem também que A ECT pague a dívida de mais de R$ 1 bilhão que acumulou com o Postalis, por repasse não realizados. O Postalis é custeado pela contribuição dos trabalhadores e da empresa, paritariamente. É inaceitável que empresa não faça a parte dela e queira jogar a dívida nas costas da categoria.IMG_0132

Trabalhadores não podem pagar a conta

O rombo do Postalis foi criado pelo calote da ECT e pela má gestão do fundo. A culpa não é dos trabalhadores. Não foram eles que fizeram as aplicações indevidas e fraudulentas. Também não deixaram de pagar a parte que lhes cabe, que vem descontada todo mês nos holerites. Por isso não dá para aceitar que levem a culpa e sejam obrigados a arcar com o rombo e dívida gerados. A FINDECT e o SINTECT-SP estão na luta para que o rombo seja coberto pelo banco e pela ECT. Isso é o justo! E não aumentar a mensalidade do trabalhador.

img_protesto_BNY_26_02_2016_3

 

 

 

 

 

Fonte: Sintect/SP

Anúncios

Vitória da luta com mais 800 convocados da educação do RN

Cinco anos de mobilização, organização e luta dos concursados da Secretaria de Educação do Estado do RN – SEEC RN 2011, com milhares de convocados e agora com a convocação de mais 800 educadores e educadoras são a prova de que a união faz a força necessária para avançar com o acesso aos direitos. E vai ter mais convocação por força judicial nossa luta não para.

Hoje CTB/RN e a Rádio Cirandeira receberam mensagens de reconhecimento do valor da organização na conquista da convocação e recomendam que a luta continue, pois profissionais contratados mesmo sendo imprescindível, não é tudo, ainda mais quando esse número ainda é inferior a demanda existente dentro da validade do edital 2011.

Tem muita luta pela frente. Concursados não convocados, dentro do numero de vagas, ainda tem 120 dias depois do termino do prazo de validade do concurso, para impetrar mandado de segurança e 5 anos para entrar com ação ordinária reivindicado seu direito.

O presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, Moacir Soares parabeniza todos/as lutadores/as convocados/as e orienta para a importância de manter a mobilização e organização, condição para ampliar o numero de convocados dos concursados de 2011, pela justiça, bem como a homologação de todos os aprovados pelo critério do EDITAL dos concursados de 2015.

A CTB/RN permanecerá na luta junto com os concursados, pois há muito o que se mudar para alcançar uma Pátria Educadora.

A advogada Ana Lia felicita todos os concursados, e diz que “principalmente aqueles que confiaram os seus direitos ao nosso escritório. Ainda somos parceiro de uma pequena jornada, pois o devido arquivamento do pedido de liminar, exige do advogado pedir ao juiz para desconsiderar o nome do convocado no processo, para que os outros prossigam com o curso normal doa processo até a decisão final, podendo chegar até ao STJ.

Para quem não foi convocado e que não entrou ainda na justiça, ampliam-se as provas pré-constituídas, podendo ingressar com o pedido de liminar até 120 dias a partir do ato coator do governo do Estado. Ou seja: última data que ele tinha para convocar e não convocou.

Ana Lia afirma que o escritório mantém a parceria com a CTB e continua a disposição de quem ainda queira defender o seu direito. Quem reside no interior do estado ou em outro estado pode entrar em contato pelo e-mail analia170@gmail.com e pelo telefone (84) 98855-2204 e 99920-8725.

Firme na luta pela melhoria da educação com a convocação de professores do concurso 2011 e 2015.

Imagens da luta, reuniões com promotorias em diferentes municípios, reuniões nos municípios, em audiências com Secretario de Educação, nas ruas em Natal, na CTB/RN contando vagas, em reuniões na CTB/RN e outras.

Na luta por vagas e qualidade na educação no RN

Professores Estaduais e Concursados reunidos na Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB/RN, decidiram ampliar a luta pela melhoria da qualidade da educação em torno da pauta de reivindicação aprovada na reunião do dia 30 de janeiro de 2015 em defesa da Pátria Educadora.

A pauta vai servir como elemento de pressão e denuncia e será enviada para os órgãos representativos da categoria requerendo que as demandas sejam incorporadas as lutas da mesma e ainda vai ser entregue diretamente pela CTB/RN ao governo do estado e SEEC/RN, ao mesmo tempo que vai constituir juntamente com outros documentos de denúncia a ser formalizada junto ao MP, Ouvidoria do RN, do MEC, da empresa IDECAN e a imprensa nacional.

A professores, professoras, concursados e concursadas, vão agora ampliar as lutas utilizando-se também de canais de denuncia e solicitação de informações existentes em Rede Mundial de Computadores como Ouvidoria do MP, Sistemas de Acesso à Informação informação e de Transparência do Governo Estadual e Federal.

Para iniciar esse processo foi escolhida uma comissão de professores/as concursados, concursadas, efetivos e efetivas que vai se reunir terça-feira próxima (16/02) após as 14 horas na CTB/RN para elaborar documentos padrões para as denuncias individuais e coletivas.

Os documentos coletivos serão assinados pela comissão escolhida juntamente com os presentes na reunião de terça e representantes da CTB. Já os documentos individuais, que serão disponibilizados para todos e todas aqui na Rádio Cirandeira, vão ser elaborados para que cada concursado, concursada, professor e professora interessada, possa protocolar nos canais cabíveis, denuncias e pedidos de informação.

Ato contínuo a  CTB/RN ficou responsável por buscar marcar audiência com o MP, Governo e Sindicato, momento que apresentaremos nossas pautas e denuncias, solicitando  providências.

A mobilização se deve a várias questões que precisam ser resolvidas entre elas, o 1/3 de férias dos que não receberam ainda, a liberação do rol de professores e suportes no segundo semestre de 2015 e no primeiro semestre de 2016, de forma que seja possível identificar as vacâncias com o objetivo de convocar o maior número possível de professores dos concursos 2011 e 2016.

Ainda definiu-se pela mobilização e ação direta em defesa da homologação de todos e todas as aprovadas do concurso 2015, independente do fator “6x”, que foi definido de forma autoritária e ilegal, pois o edital é claro quando afirma (a falta de acentuação é obra da IDECAN, pode?):

“1.3.1 As vagas para provimento imediato neste Concurso Publico sao as indicadas no quadro deste item 1 e totalizam 1.400 (mil e quatrocentos) postos nas DIRECs relacionadas no Anexo II. Contudo, durante o prazo de validade deste certame a Secretaria de Estado da Administracao e dos Recursos Humanos – SEARH e a Secretaria de Estado da Educacao e da Cultura – SEEC poderao disponibilizar novas vagas para provimento. Assim, os candidatos aprovados nas provas objetivas, mas nao classificados nas vagas imediatas, comporao Cadastro Reserva e poderao ser nomeados de acordo com a necessidade e disponibilidade orcamentaria da SEARH e da SEEC.”

“7.1 Sera classificado o candidato que obtiver aprovacao nas provas objetivas de multipla escolha.”

Para a elaboração de toda a documentação a CTB vai disponibilizar a sua assessoria jurídica, parta quem quiser ler, vai o edital na íntegra.

Além dessas questões temos outras reivindicações que copiamos abaixo:

1. Pelo pagamento de todas as mudanças de nível (especialização, mestrado e doutorado) e de letras atrasadas e que os novos pedidos sejam processados com implantação em prazo máximo de 30 dias;

2. Pelo fim do desvio de função criando:

2.1 Auxílio transporte municipal e intermunicipal;

2.2. Auxílio alimentação;

2.3 Gratificação de difícil acesso, quando se trabalhar em mais de uma cidade.

3. Preenchimento de todas as vagas efetivas com profissionais concursados/as

4. Preenchimento das vagas temporárias preferencialmente com horas suplementares.

5- Reduzir o tempo para o primeiro pagamento dos/as profissionais concursados e seletivos em no máximo 30 dias.

6- Pagamento do piso e respeito ao período de planejamento em todos os suprimentos de vagas, sejam temporárias, efetivas ou suplementares.

7- Pela elaboração de uma proposta efetiva de equiparação salarial com os cargos de nível superior do estado do rio grande do norte até 2020.

8- Convocação de todos os concursados dentro das vagas existentes para o concurso 2011 e 2015.

9- Celeridade no fornecimento de informação sobre as vagas existentes no período de validade do concurso 2011 e das aposentadorias previstas para a validade do concurso 2015.

Fiquem agora com as fotos que produzimos da reunião, se alguém tiver mais fotos, por favor enviem que daremos os créditos e atualizamos.

Findect e Sintect-SP cobram agilidade na Implantação da Entrega Matutina

A Federação Interestadual de Trabalhadores dos Sindicatos dos trabalhadores nos Correios e Telégrafos (Findect), através de sua Comissão de Entrega Matutina, participou de reunião na manhã desta quinta-feira, 4 de fevereiro, com a diretoria do Sintect-SP, para discutir o andamento da implantação da entrega matutina na DR-SPM. Na reunião, realizada na GEDIS (Gerência de Distribuição), os representantes dos Trabalhadores da base de São Paulo cobraram agilidade na implantação do novo sistema de Entrega.

“Recebemos, quase que diariamente, solicitações de Trabalhadores e Trabalhadoras de todo o Brasil cobrando a implantação da Entrega Matutina em suas respectivas unidades. Está claro que o novo sistema de Entregas é benéfico para todos. Os estudos mostraram que a saúde do trabalhador sofreu um impacto extremamente positivo. Temos cidades em que o calor atinge uma temperatura altíssima, e a Entrega ainda acontece no período da tarde, colocando em risco a integridade do Trabalhador”, pontua Silvio Prudêncio, diretor responsável pela pasta da Entrega Matutina na Findect.

De acordo com a cláusula 41 do ACT 2015/2016, a Entrega Matutina deverá ser ampliada a novas unidades, uma vez que ela é benéfica tanto para o trabalhador, quanto para a Empresa. A Findect vem pedindo agilidade na implantação das unidades elegíveis, bem como cobrando da ECT a ampliação do sistema de Entregas a outras unidades.

Portal CTB com Findect

Na Trilha da Democracia, UFRN recebe Paulo Henrique Amorim

 

 

 

Debater a conjuntura política que o país vivencia, as perspectivas da economia brasileira, as facetas pouco conhecidas dos meios de comunicação no Brasil e a intervenção da mídia no processo político. É com este objetivo que o ADURN-Sindicato e o Sindipetro-RN, em parceria com a Frente Brasil Popular, trazem a Natal o jornalista e blogueiro Paulo Henrique Amorim.

O evento, marcado para o próximo dia 22 de fevereiro, às 19h, no auditório da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, campus central, integra o ciclo de palestras “Na Trilha da Democracia” que o ADURN-Sindicato promoverá ao longo deste ano, em parceria com outros sindicatos e movimentos sociais. A expectativa é de que a iniciativa promova a discussão de caminhos para continuar a trilha da democracia, da tolerância, do respeito às diferenças, da convivência democrática e solidária.

Neste primeiro encontro, Paulo Henrique Amorim estará lançando seu livro “O quarto poder – uma outra história”. Fruto de quatro anos de trabalho, a obra traz mais de 50 anos de memória do jornalista, numa abordagem dos bastidores de momentos da história contemporânea brasileira e de meio século de mudanças na mídia nacional. Em 550 páginas, Paulo Henrique Amorim analisa o papel da imprensa nas coberturas de fatos que marcaram a história política do país. Após a palestra, o jornalista estará à disposição para autografar o livro.

Paulo Henrique Amorim

Nasceu no Rio de Janeiro e é formado em Sociologia e Política. Foi o pioneiro em quase todos os projetos em que esteve à frente: primeiro correspondente da Veja em Nova York abriu o escritório da Globo, na Big Apple iniciou as coberturas em tempo real para WebTV, no antigo ZAZ.

Sua primeira cobertura foi do levante gaúcho, em 1961, quando o presidente Jânio Quadros renunciou e o então governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, mobilizou soldados e jornalistas para garantir a posse do vice, João Goulart.

Paulo Henrique Amorim pode se confessar como parte do cenário jornalístico brasileiro, embora tenha passado boa parte de sua carreira como correspondente internacional nos Estados Unidos. E foi na América que construiu toda noção de jornalismo em que acredita.

Paulo Henrique Amorim aprendeu a escrever fazendo jornal com seu pai, também jornalista. Na Record apresentou o Edição de Notícias, o Tudo a Ver e atualmente apresenta o Domingo Espetacular. Também escreveu o livro Plim Plim – A Peleja de Brizola Contra a Fraude Eleitoral.

De Natal, Jana Sá

%d blogueiros gostam disto: