Agora é greve! Bancários cruzam os braços em todo o Brasil contra desrespeito da Fenaban

Nesta terça-feira (06), bancários de todo o Brasil cruzam os braços por tempo indeterminado. O movimento é uma resposta à proposta desrespeitosa apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), na última rodada de negociação no dia 25 de setembro. A categoria ainda fará novas assembleias nesta segunda-feira (5), para organizar o movimento.

Ao termino da reunião com a Fenaban, o Comando Nacional dos Bancários orientou pela rejeição das propostas dos bancos que inclui um reajuste de 5,5% no salário, também na PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche e abono de R$ 2.500,00, durante a rodada de negociação da última sexta-feira (25), em São Paulo. O reajuste está muito abaixo da inflação, que ficou em 9,88%, em agosto deste ano.

Os funcionários dos bancos públicos além de rejeitarem a proposta da Fenaban, repudiaram também a falta de propostas das instituições para as pautas de reivindicações específicas. Para o “Querer trazer de volta para a mesa de negociação a prática de trocar o índice, por um abono que não é incorporado ao salário chega a ser um desrespeito com as reivindicações da categoria. Precisamos fazer uma grande mobilização para arrancar uma proposta melhor dos patrões”, afirmou Emanoel Souza, presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe – Feeb Base e membro do Comando Nancional.

Na última sexta-feira (02), o Comando Nacional dos Bancários avaliou que sem aumento real não haverá acordo. O encontro foi convocado para debater as assembleias realizadas pelos sindicatos em todo o Brasil, em que os bancários rejeitaram a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

A reunião do Comando contou ainda com a definição de estratégias para a greve e para as assembleias de organização, que acontecem nesta segunda-feira (5). Além de informes sobre o andamento das negociações dos bancos públicos, como Banco do Brasil e Caixa.

No mesmo dia, foi enviado um oficio à Fenaban para oficializar a aprovação de greve nacional unificada pela categoria. O documento reafirmou a disposição de retomada das negociações para uma proposta global de resolução da Campanha Nacional 2015 “que contemple o reajuste do salário dos bancários pela inflação do período, acrescido de um ganho real que valorize os trabalhadores”.

Leia também: Presidente do Sindicato dos Bancários estrutura greve na Bahia e critica “ganância” dos bancos

Cinthia Ribas – Portal CTB

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: