Archive | março 2014

Coronel volta atrás e nega ter ocultado corpo de Rubens Paiva

Malhães diz não se arrepender e que não sabe quantos matou na ditadura.
Novo depoimento foi dado à Comissão Nacional da Verdade nesta terça.

Do G1 Rio, com informações do Jornal Nacional
age20140325345
Paulo Malhães falou à Comissão Nacional da Verdade (Foto: Marcos Arcoverde / Estadão Conteúdo)Paulo Malhães falou à Comissão Nacional da Verdade (Foto: Marcos Arcoverde / Estadão Conteúdo)

O coronel reformado Paulo Malhães, que declarou ter desaparecido com o corpo do ex-deputado Rubens Paiva, morto em 1971, durante a ditadura militar, prestou novo depoimento nesta terça-feira (25). Desta vez, ele falou à Comissão Nacional da Verdade, no Arquivo Nacional, Centro do Rio, e voltou atrás no que havia dito dado na semana passada à Comissão Estadual da Verdade, quando disse ter desenterrado e lançado o corpo em um rio.

“Tinha uma massa morte enterrada, desenterrada”, disse, como mostrou o Jornal Nacional. “Nem sei se aquela massa era realmente dele”, acrescentou o coronel, de 76 anos, que negou ter sido ele o executor da missão.
saiba mais

Coronel revela que corpo de Rubens Paiva foi jogado em rio, diz comissão

Antes, Malhães disse à comissão que mentiu porque quis ser solidário à dor dos parentes de Rubens Paiva. “Eu só disse [à imprensa] que fui eu porque eu acho uma história muito triste, quando a família leva 38 anos dizendo que quer saber o paradeiro. Eu não sou sentimental, não, mas tenho as minhas crises.”

O coronel acrescentou que não se arrepende do que fez. “Eu acho que cumpri o meu serviço”, disse, antes de responder que não sabia quantas pessoas matou.

Contradição
Na semana passada, Malhães revelou à Comissão Estadual da Verdade que o corpo do ex-deputado foi desenterrado e jogado em um rio de Itaipava, na Região Serrana do Rio. Em entrevista ao jornal o Globo, o coronel, havia dito que os restos mortais foram enterrados numa praia e, mais tarde, desenterrados e jogados ao mar. Em ambas as declarações, ele confirmou ser ele o responsável pelo desaparecimento de Rubens Paiva.ines
Inês Etienne Romeu durante audiência da Comissão Nacional da Verdade (Foto: José Pedro Monteiro / Agência O Dia / Estadão Conteúdo)Inês na audiência da comissão (Foto: José Pedro Monteiro / Agência O Dia / Estadão Conteúdo)

‘Casa da morte’
Detalhes sobre a a planta da casa e a indicação detalhada dos cômodos onde os presos políticos eram torturados, a identificação de quem chegou vivo, morreu ou continua desaparecido e os nomes e as fotos de quem torturou foram revelados. A “Casa das Mortes”, em Petrópolis, também na Região Serrana, foi utilizada pelo Centro de Informações do Exército, de 1971 a 1978.

O levantamento só foi possível com a colaboração de Ines Etienne Romeu, única sobrevivente da Casa da Morte, que foi à Comissão da Verdade nesta terça. Com graves sequelas físicas, Ines tem dificuldade para falar. A irmã Celina foi a porta-voz. Como muito esforço, ela conseguiu dizer: “Venceu, venceu. Missão cumprida”.

Dos três militares esperados para depor, dois alegaram problemas de saúde e não foram: o tenente coronel Rubens Paim Sampaio e o tenente de Infantaria Ubirajara Ribeiro de Souza. O coordenador da Comissão Nacional da Verdade, Pedro Dallari disse que a partir de agora vai pedir ajuda da Polícia Federal para que eles compareçam.

“O fato de que eles estão se recusando a vir é a prova de que eles estão no caminho certo”, disse Dallari.

Mais uma vez, o Exército informou que não se pronuncia sobre os trabalhos da comissão.

Fonte:G1

Currais Novos/RN presente as comemorações dos 92 anos do PCdoB

67715_4035790988538_501962181_n

Em comemoração aos 92 anos de existência do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), o deputado estadual Fábio Dantas reuniu membros, lideranças políticas, além de convidados da legenda, em sessão solene realizada na manhã desta segunda-feira, 24,na Assembleia Legislativa em Natal.

O Deputado Estadual Fábio Dantas (PCdoB), autor da propositura, contou a história do partido desde a sua fundação, em meio a realização da Semana de Arte Moderna, em 1922, até os dias atuais, citando as bandeiras defendidas e dificuldades enfrentadas ao longo de mais de nove décadas. “Hoje temos mais de 400 mil filiados e marcamos presença institucional em todas as esferas: municipal, estadual e federal. São muitos desafios, mas destacamos que 92 anos não são 92 dias. Viva o velho partido, das pessoas comuns, que desejam simplesmente o bem de todas da sociedade”, homenageou.

O presidente do PCdoB de Currais Novos, Anderson Alves esteve presente, ao lado de Moacir Soares, integrante do diretório estadual e pré-candidato da legenda comunista a Assembléia. 1538846_4035794868635_1166143087_n

Fonte: Blog do Vlaudey Liberato

Sessão solene na Assembleia Legislativa do RN homenageia 92 anos do PCdoB

67715_4035790988538_501962181_n

Em comemoração aos 92 anos de existência do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), o deputado estadual Fábio Dantas reuniu membros, lideranças políticas, além de convidados da legenda, em sessão solene realizada na manhã desta segunda-feira, 24,na Assembleia Legislativa.1495532_4035795268645_1849715585_n

O Deputado Estadual Fábio Dantas (PCdoB), autor da propositura, contou a história do partido desde a sua fundação, em meio a realização da Semana de Arte Moderna, em 1922, até os dias atuais, citando as bandeiras defendidas e dificuldades enfrentadas ao longo de mais de nove décadas. “Hoje temos mais de 400 mil filiados e marcamos presença institucional em todas as esferas: municipal, estadual e federal. São muitos desafios, mas destacamos que 92 anos não são 92 dias. Viva o velho partido, das pessoas comuns, que desejam simplesmente o bem de todas da sociedade”, homenageou.1538846_4035794868635_1166143087_n

Fonte: Blog do Robson Pires ( O Xerife )

PCdoB do RN apoia majoritária que ajude a chapa proporcional do partido em outubro

Sergio-Anves-e-Antenor-Roberto-PCdoB-WR1
O presidente do Diretório Estadual do PCdoB, Antenor Roberto, informou na manhã deste sábado que o partido irá priorizar o palanque majoritário na sucessão estadual que acomode o projeto do PCdoB na chapa proporcional e que a tendência é efetivar uma coligação com PTdoB e PHS, além do PT, partido que segundo ele, já manteve entendimentos preliminares.

Antenor Roberto disse ainda, que o PC do B oferecerá uma nominata na chapa proporcional que sozinho atingirá o coeficiente de 70 mil votos aproximadamente, entretanto, entende que o ideal é estabelecer uma coligação com outras legendas, segundo ele, até como forma de votivação para os demais candidatos.

Fonte: Blog de Vlaudey Liberato

%d blogueiros gostam disto: