Archive | dezembro 2013

ZONA RURAL DE CERRO CORÁ – RN, MINHA TERRA DE NASCIMENTO

Anúncios

CNMP quer saber por que Gurgel não investigou Caixa 2 de Agripino e Rosalba

ytejte-300x300

O senador José Agripino, presidente nacional do DEM, se defendeu da denúncia apresentada pela Istoé na semana passada afirmando que era um assunto antigo, já superado.

Pois bem. Agora, o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) quer saber o porquê desse assunto ser “tão antigo” e não ter tido a devido investigação.

Tanto é que o CNMP abriu procedimento para apurar o arquivamento da matéria, desengavetada pela atual procurador-geral da República.

Leia mais

Fonte: Blog do Vlaudey liberato

Livro do mês – Por Chumbo Pinheiro.

      Inspirado por suas experiências pessoais e motivado por um contato inicial ainda no período escolar em um colégio público estadual em Natal, capital do Rio Grande do Norte, Cleudivan Jânio de Araújo, seridoense nascido em Currais Novos em 1977 e radicado em Natal, despertou seu interesse pela filatelia. Um interesse que se em algum momento parecia esquecido, na verdade estava apenas adormecido e vez por outra despertava agitando os ideais do jovem estudante.
O segundo contato com o selo se deu logo no primeiro trabalho formal onde Jânio de Araújo fora admitido como estagiário na função de atendente em uma Agência dos Correios Franqueada. Este encontro ou reencontro marcou o inicio da coleção que culminou com sua participação em várias exposições filatélicas chegando a receber importantes premiações em algumas delas.
Mantendo e fortalecendo seu interesse pela filatelia, realizou concurso público para Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos no qual obteve êxito e atua desde 1997 se aproximando ainda mais dos pequenos, coloridos e valiosos pedacinhos de papel que já haviam se tornado objeto de coleção, passando a ser inspiração acadêmica e objeto da pesquisa monográfica que resultou na publicação em livro de um importante ensaio tanto para história da filatelia quanto para história do Rio Grande do Norte e para educação escolar.
No livro O Rio Grande do Norte nos Selos Postais do Brasil – filatelia como fonte de conhecimento, Cleudivan Jânio de Araújo, não só propõe a utilização do selo como material didático auxiliar a ser utilizado em sala de aula para fomentar o conhecimento da história do Estado, como também, faz um resgate da história do Rio Grande do Norte através das estampilhas.
O autor inicia sua análise a partir da atividade que diferencia e caracteriza o homem em relação aos demais animais que é a capacidade da representação gráfica como forma de comunicar seu cotidiano e suas impressões, registradas inicialmente através das pinturas rupestres nas cavernas quando ainda vivia como nômade.
A história tem registrado os empreendimentos humanos entre os quais as viagens e aventuras que têm marcado os mais diversos períodos. Jânio explora um pouco destes fatos desde a descoberta da escrita; cita os mensageiros persas e a comunicação entre as satrapias e; as viagens do italiano Marco Polo, até chegar “A gênese do selo postal”, na Inglaterra durante a primeira metade do século XIX. Em seguida narra “A origem da correspondência no Brasil”; a implantação do selo postal, onde registra, apresenta e comenta a partir das ilustrações os primeiros selos emitidos em terras brasileiras.
No último capítulo do livro, Jânio de Araújo, discorre sobre “O Rio Grande do Norte nos selos postais brasileiros” e como o estado é representado na filatelia nacional destacando-se conforme sua pesquisa os fatos ligados à aviação, algumas personalidades, eventos, monumentos artísticos e culturais que identificam simbolicamente a terra potiguar.
A publicação deste trabalho pioneiro do ponto de vista do estudo da filatelia no Rio Grande do Norte, (antecedido apenas por notas e artigos publicados em jornais locais) torna-se importante também pelo seu caráter formativo e informativo, podendo servir como ponto de partida não só para professores que desejam utilizar o selo como material didático, como também para futuras pesquisas, valorização e ampliação da divulgação dos potencias turísticos e culturais do estado.

Chumbo Pinheiro
Poeta e articulista.

 

Dep. Antônio Jácome é citado na denúncia de suposta fraude na eleição da Igreja Assembleia de Deus do RN

Um ato de comunicação e protesto publicado no Jornal de Hoje, (19) na Pagina 14, que mostra varias falhas que gerou fraude na eleição de 2012 da Igreja Evangélica no Estado do Rio Grande do Norte, que teve como eleito o presidente Pr. Martim Alves da Silva pode afasta-lo do cargo.
 A questão é saber agora se a Assembleia Ministerial e a Assembleia Geral da IEADERN como é conhecida, vão fazer valer o estatuto e o direito da instituição.
O deputado estadual Antônio Jácome (PMN) que é pré-candidato a deputado federal com o apoio de seu maior cabo eleitoral, o Pr. Martim Alves, pode não ter como usar as bases da igreja na política de 2014; onde tem intenção nítida de também lançarem os vereadores Albert Dickson (PROS), Jacozinho (PMN) e Adenúbio Melo (PSC); este último não sendo muito do interesse do deputado Jácome, por ele achar que não há espaço na igreja para eleger três deputados, dando preferência para a possível eleição de seu filho Jacozinho.
Veja no link abaixona integra o manifesto
(Jornal de hoje dia 19/12/2013 pag.14)
Comunicado à IEADERN
Como membro da Assembleia Geral da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte-IEADERN; faço saber aos meus pares, e a Assembleia Ministerial, que a eleição para presidente da igreja que ocorreu em 2012, foi conduzida de forma fraudulenta.
1º) No boletim da IEADERN, nº 934 de 22 de jan./2012 foi publicado as diretrizes devida a Comissão Eleitoral:
Art.13 do objetivo do edital da Comissão Eleitoral: “A Eleição será coordenada pela Comissão Eleitoral escolhida na Assembleia Ministerial da IEADERN, em 06 de janeiro de 2012, (…)
Art.19, Os casos omissos no decurso do processo eleitoral serão resolvidos pela Comissão Eleitoral.
No boletim nº 938 do dia 12 de Fev./2012; o presidente em exercício da IEADERN, o Pr. Israel Caldas Sobrinho, substituiu um membro da Comissão Eleitoral; Ação da competência da Assembleia Ministerial ou da Comissão Eleitoral causando ambiguidades dos poderes na eleição em curso.
“O Presidente em exercício da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte, (…) CONSIDERANDO que o Ev. Antônio Carlos Lorenzetti de Melo renunciou do cargo de membro da Comissão Eleitoral (…) RESOLVE: Convocar o Pastor Edson Oliveira dos Santos para compor a referida Comissão Eleitoral no cargo de membro.
Em Natal(RN), 09 de fevereiro de 2012.
Pr. Israel Caldas Sobrinho
A Comissão Eleitoral não poderia está submissa ao presidente da IEADERN, para que não houvesse dolo no pleito; neste caso, foram ignorados os direitos e deveres da Comissão Eleitoral, descrito em seu Art.19.
“Os casos omissos no decurso do processo eleitoral serão resolvidos pela Comissão Eleitoral.”
2º) A convocação da Assembleia Geral Extraordinária, datada para o dia 02/03/2012, anunciada pelo presidente da Comissão Eleitoral, o Pr. Abdenego Xavier dos Santos no boletim 934, foi mudada de local e data pelo presidente em exercício; Ação da competência apenas da Comissão Eleitoral conforme Art.19.
“O Presidente em exercício da EADERN, Pr. Israel Caldas Sobrinho no uso de suas atribuições (…), RESOLVE: 1) Alterar a data, hora e o local em que será realizada a Assembleia Geral Extraordinária, conforme abaixo:
Dia 10 de março de 2012; Das: 19h às 21h; Local: Ginásio Nélio Dias – Av. dos
Guararapes, s/n – Lagoa Azul – Gramoré- Natal/RN
Em Natal (RN), 17 de fevereiro de 2012.
Pr. Israel Caldas Sobrinho
Presidente em exercício da IEADER”
A mudança de local e data da AGE foi mais uma ilegalidade! Não houve publicação oficial do suposto pedido por parte dos membros da Assembleia Geral da IEADERN, para que houvesse essa mudança.
3º) A Comissão Eleitoral foi desfeita no dia 02/03/2012, não podendo ser considerada a AGE que ocorreu no dia 10/03/2012 para aprovação e posse do presidente, conforme o boletim e edital publicado por eles de nº 934.
Art.18. A Comissão Eleitoral nomeada a fim de conduzir e deliberar sobre o processo de seleção do pastor presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado do Rio Grande do Norte, será desfeita após a aprovação do eleito na Assembleia Geral Extraordinária, no dia 02 de março de 2012.
Ficam claras as fraudes da eleição para presidente da IEADERN que ocorreram no ano de 2012! Por esse motivo solicitamos que a Assembleia Ministerial juntamente com a Assembleia Geral, que considerem sem efeito a eleição e posse do presidente da IEADERN, o Pr. Martim Alves da Silva; e que a Diretoria Geral da IEADERN em evidência seja dissolvida, por causa dos mesmos motivos de dolo aqui apresentados.
Protesto contra o desrespeito aos membros da Assembleia de Deus no Estado do Rio Grande do Norte- IEADERN; quando no dia 10 de Março de 2012, no Ginásio Nélio Dias, promoveram uma festa de posse, simulando uma Assembleia Geral; isso ocorreu com cantores que atraíram membros evangélicos de varias denominações; prejudicando a lisura da manifestação da Assembleia Geral Extraordinária, que foi mal convocada, contrariando o estatuto da IEADERN.
Sem nada ter de pessoal contra quais quer um dos pastores ou membros da Assembleia Ministerial; senti-me na obrigação e dever de fazer conhecerem essa verdade que descrevo neste documento, que segue assinado abaixo por mim, Laurivan pereira de Sousa, membro da Assembleia Geral da IEADERN, sob o nº 005281, e faço tornar público para o conhecimento de todos.
Natal, 16 de Dezembro de 2013.
______________________________________________________
Laurivan Pereira de Sousa
Membro de Nº 005281-IEADERN

 

 

Ossada humana encontrada em Mossoró pode ser de adolescente natural de Currais Novos

No final da tarde desta quinta-feira (26/12), uma ossada humana foi encontrada por um caçador na zona rural de Mossoró. A identificação do esqueleto ainda é desconhecida, mas há grande possibilidade de ser o jovem curraisnovense,  Pablo Eduardo da Silva Lima de 16 anos.
Segundo a polícia, a ossada estava próximo a estrada da granja, e continha uma carteira de identidade e fotos do adolescente Pablo.
Os peritos do ITEP compareceram ao local e verificaram que não existia marcas de violência nos ossos que estavam espalhados pelo local. De acordo com o ITEP, o corpo pode ter sido deixado há pelo menos 30 dias.
Fonte: O Camera

 

Tribunal de Contas da União investiga nova suspeita de fraude no Ipem-RN

images

Dois anos após a Operação Pecado Capital, instituto é alvo de novo inquérito por suspeita de malversação de recursos do Inmetro.

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu uma investigação para apurar “indícios de irregularidades envolvendo recursos federais repassados ao IPEM/RN pelo INMETRO”, anota o texto do processo.

A investigação tem critérios de confidencialidade, impedindo, assim, que as suspeitas e os envolvidos no caso sejam publicizados. Igualmente em razão do sigilo, não se conhece ainda os valores sob inquérito. O relator da matéria é o ministro Aroldo Cedraz de Oliveira.

De acordo com os dados consultados pela reportagem, o procedimento investigatório foi aberto em 21 de agosto deste ano, motivo pelo qual só agora a reportagem dá ciência do caso.

Quase um mês depois, em 18 de setembro, a representação do Tribunal de contas da União no Rio Grande do Norte juntou ao processo “Documento Elementos comprobatórios/Evidências”.

Procurado pela reportagem para repercutir o assunto, Carlson Gomes, diretor do Instituto de Pesos e Medidas do RN, não foi localizado.

Pecado Capital

Não é a primeira vez que o Ipem é alvo de investigação. Deflagrada em setembro de 2011, a Operação Pecado Capital levou à prisão o então diretor do Ipem, Rychardson de Macedo Bernardo e Rhandson Rosário de Macedo Bernardo, além do advogado Daniel Vale Bezerra.

Conforme as investigações do Ministério Público Estadual, quatro milhões de reais foram desviados através de empresas de Rycharson. Recentemente, a campanha do deputado estadual Gilson Moura foi apontada como beneficiária dos recursos desviados.

No Ar

 

Morre de câncer o cantor popular Reginaldo Rossi

Faleceu nesta sexta-feira (20), o pernambucano Reginaldo Rossi. O cantor, de 70 anos, não resistiu a um câncer de pulmão. Conhecido como o “Rei do Brega” e autor do sucesso “Garçom”, Reginaldo estava internado no Hospital Memorial São José, no Recife, desde o dia 27 de novembro, quando sentiu dores no peito.

 

 

 Morre o cantor Reginaldo Rossi

Quando passou mal e foi internado, Rossi já estava bastante debilitado e o câncer já tinha se espalhado. Chegou a ter alguns pequenos lampejos de melhora que encheram de esperança uma legião de fãs do Rei do Brega. Mas a luta já estava perdida. Era apenas questão de tempo.

Durante o tempo em que ficou internado, Reginaldo Rossi foi submetido a uma cirurgia para retirada de um nódulo na axila direita. A biópsia confirmou o diagnóstico de câncer. Ele também passou por um procedimento chamado de toracocentese, para drenar líquido acumulado entre a pleura e o pulmão.

Nascido no Recife, o cantor e compositor conhecido faria 70 anos em fevereiro. Começou a carreira pelo rock e foi crooner em boates, mas foi no brega que se consagrou.

Entre seus maiores sucessos estão, além de “Garçom”, “A raposa e as uvas”, “Em plena lua de mel” e “Leviana”. Ele continuava fazendo shows pelo Brasil, apresentando o mais recente álbum, “Cabaret do Rossi”. Nos dias 21 e 22 de novembro, Reginaldo Rossi tocou no Manhattan Café Teatro, na capital pernambucana.

Fonte: Vermelho com Jornal do Comércio

 

%d blogueiros gostam disto: