Archive | setembro 2013

PCdoB Carnaubais/RN realiza Conferência Municipal

Cumprindo as formalidades partidárias, o Partido Comunista de Carnaubais realizou nessa sexta, 27, sua conferência municipal que contou com a presença de membros da direção estadual do partido, militantes da UJS, filiados, simpatizantes, bem como lideranças locais, como o Presidente da Câmara – Júnior Benevides (PSB), o vereador licenciado João Batista (PSB), o Presidente do PT – Carlos Augusto, o presidente do PCB – Dantas e o Prefeito de Carnaubais – Luizinho Cavalcante (PSB).

 

 

 carnaubais 

O Conferencia abordou a conjuntura nacional, estadual e municipal, apontando os avanços, as dificuldades e desafios do Partido frente a todos esses contextos.

Ao abordar o contexto local, Thiago Cavalcante, vereador do partido, fez referência a influência de Luizinho (PSB) em sua vida: “se vestimos vermelho, se sonhamos com o socialismo, é, também, por causa de um Luiz (depois de citar outros, como Luís Carlos Prestes e Luiz Inácio – Lula), um Luiz que muito nos ensina com seus ideais, com sua determinação e com seu exemplo de vida”. Em seguida, o parlamentar comunista citou o texto do também comunista, Guimarães Rosa, que retrata o contexto vivido pelos Carnaubaenses:

“O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria,
aperta e daí afrouxa,
sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem”
Na oportunidade , ainda, foram apresentados novos filiados, dentre eles Ademar Menezes (Ativista do desenvolvimento sustentável), Alexandre (militante do MST) e Cinthya Nayoara (Enfermeira no município).

Finalizando os trabalhos, o momento da Conferência elegeu e deu posse aos dirigentes do novo Comitê Municipal do PCdoB, são eles Mário Luiz Cavalcante – Presidente, Ademar Menezes – Vice-presidente, Thiago Cavalcante – Tesoureiro, o Prof. Hélio Maria – Sec. De Formação, Patrícia Santiago – Sec. De Organização e Shayenne – Sec. De Juventude.

Fonte: UJS

Anúncios

Conferências municipais do PCdoB, movimentam o Estado do RN no fim de semana

As conferências municipais do PCdoB movimentaram o Estado do Rio Grande do Norte no último fim de semana. Os encontros aconteceram nos municípios de Natal, Mossoró, Parnamirim, São José de Mipibu, Areia Branca, Carnaubais, Ceará-Mirim e Maxaranguape e fazem parte do processo de construção do 13º Congresso do Partido. 

Na pauta das discussões, a avaliação dos governos populares e democráticos do ex-presidente Lula e da presidente Dilma, a filiação de novas lideranças e o processo eleitoral de 2014, além da eleição dos novos diretórios municipais.

No processo de mobilização das Conferências, o PCdoB tem discutido a política do Partido e organizado sua militância em torno da construção de um pensamento político para a abertura de caminhos de progresso social e de um projeto nacional afirmativo. “Este é um momento de preparação e formação do Partido para o processo eleitoral. Queremos que o PCdoB saia mais unido, preparado e forte para enfrentar os desafios”, avalia Antenor Roberto.

O Partido, que vem de uma trajetória ascendente de afirmação política e consolidação orgânica, buscará, neste período conferencista, a construção de um Projeto Político mais ousado e de maior afirmação partidária, mas com uma agenda de estruturação.

Para os comunistas, as Conferências constituem-se em espaço de renovação da cultura política e de superação de dogmatismos, debatendo as teses partidárias e promovendo novas filiações. A expectativa é assegurar um numeroso, rico e participativo processo conferencista no Rio Grande do Norte, mobilizando militantes em todo o Estado, com a participação das direções e quadros partidários, para realização da etapa estadual, que acontece entre os dias 4 e 6 de outubro.


Natal

Parnamirim


Mossoró


Ceará-Mirim


São José de Mipibu


Carnaubais

De Natal, Jana Sá

Festa dos 68 anos do Sindconfecções/RN foi um sucesso

 

A festa comemorativa do 68º aniversário do Sindcconfecções/RN e ao Dia do Alfaiate e da Costureira foi uma sucesso. Desde as primeiras horas do dia 22/09, os trabalhadores filiados ao Sindicato e seus familiares lotaram as dependências da Arco – Associação Recreativa dos Funcionários dos Correios.

A direção da Entidade Sindical elaborou a programação especial para a categoria. Música ao vivo, acesso as piscinas adulto e infantil e sorteio de brindes foram algumas das atrações. A garotada também aproveitou a confraternização com infraestrutura recreativa envolvendo parque infantil, distribuição de algodão doce e pipoca, entre outros.

A presidente do Sindconfecções/RN, Maria dos Navegantes, agradeceu a presença da categoria e dos dirigentes sindicais convidados ressaltando a importância da data e fazendo uma análise dos desafios que a classe trabalhadora na atualidade. Ainda discursaram: presidente da FECEB, Paulo Cesar; o presidente da FTI/RN e da Nova Central, Joaquim Bezerra; diretor da FINDECT e Presidente da CTB/RN,  Moacir Soares e presidente do Comitê Municipal do PCdoB em Natal, João Oliveira. Ainda compareceram na confraternização os vereadores George Câmara e Flaviano Dagoberto, o Dagô, que chegou a cantar algumas músicas.

A cada ano a festa cresce em número de trabalhadores filiados presentes. Este é um dos indicativos que a categoria prestigia os eventos realizados pelo Sindicato. Esta sintonia é uma das consequências dos resultados alcançados pela atual gestão sindical.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindconfecções/RN

 

PERITOS MÉDICOS TÊM QUE SER PREPARADOS PARA AVALIAR DANOS PROVOCADOS POR ACIDENTES DE TRABALHO

O Brasil precisa especializar os peritos médicos para facilitar o processo de avaliação e reparação integral dos danos provocados pelos acidentes de trabalho e subsidiar o Judiciário no momento de estabelecer os valores das indenizações.

A opinião é do professor catedrático da Universidade de Coimbra (Portugal), Duarte Nuno Vieira, que é membro do  conselho da Confederação Europeia de Peritos em Avaliação de Danos Corporais (Coredoc), que participou nesta sexta-feira 920), do II Seminário  Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, no Tribunal Superior do Trabalho, falando sobre “Avaliação e Reparação Integral do Dano: as novas perspectivas na União Europeia”.

Vieira fez questão de diferenciar  Brasil e União Europeia. No Brasil, a expressão dano moral é uma espécie de dano, assim como o dano estético e o dano material. Na União Europeia, usa-se duas definições: o dano patrimonial e o dano extrapatrimonial, que abrangem, respectivamente, as repercussões do dano no patrimônio da pessoa e as sequelas do dano em todos os aspectos da vida dela.

Há 20 anos, as autoridades europeias estudam como avaliar e reparar os danos provocados pelos acidentes de trabalho. Chegou-se a elaborar uma tabela , com sete níveis, estabelecendo valores para a perda – parcial ou permanente – de cada membro do corpo humano. Mas há dificuldade em colocá-la em prática numa comunidade que reúne 28 países, com diferentes níveis econômicos, sociais e culturais. “Cada país adota um valor diferente para cada membro do corpo humano e isso traz problemas práticos”, afirmou.

Além da tabela com valores,  foram definidas taxas de incapacidade parcial e permanente para o trabalho e para a vida em geral. Mesmo assim, o trabalho dos peritos é fundamental para avaliar as sequelas dos danos provocados por acidentes de trabalho e  definir a reparação. Ao contrário do que se imagina, os países europeus mais ricos são os que pagam as menores indenizações. “A Dinamarca paga valores muito mais baixos que Portugal”, observou.

Em compensação, na Dinamarca – como nos demais países nórdicos -, o Estado subsidia praticamente todas as necessidades do cidadão dinamarquês que tem algum tipo de incapacidade, desde a compra de aparelhos ortopédicos até a adaptação da casa da pessoa deficiente, por exemplo.

Em Portugal, apenas os peritos especializados e registrados como tal podem elaborar laudos técnicos para subsidiar as decisões judiciais. “O trabalho do perito é essencial porque é ele que vai analisar as sequelas do acidente, conversar com a pessoa e  ter todas as informações possíveis para avaliar as repercussões do acidente não só na vida profissional mas na  vida em geral daquela pessoa”, argumentou.

O professor já esteve várias vezes no Brasil participando de cursos para a formação de peritos médicos, em Belo Horizonte e São Paulo, assim como peritos brasileiros estiveram em Portugal para absorver a experiência europeia. Existem dois sistemas de avaliação e reparação de danos – além do europeu, há o americano, seguido pelo países anglo-saxões. Vieira acha que é uma perda de tempo e dinheiro inovar na criação de um terceiro ( a possibilidade do Brasil querer criar um). “A roda já foi inventada”, disse. “O brasileiro é igual ao paraguaio, ao colombiano, ao italiano. O que muda são o meio ambiente, as atividades de cada um e a vida que cada um leva”.

Fonte: Tribunal Superior do Trabalho

 

Fotos: Marcelo Barroso

A Frente Parlamentar do Trabalho, da Câmara Municipal de Natal, realizou na manhã desta terça-feira (24) uma audiência pública com o tema “Contra o Projeto de Lei 4330/04 (Terceirização)”. O vereador George Câmara (PCdoB) presidiu os trabalhos.

A iniciativa contou com a participação de representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT/RN), do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RN), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

De acordo com George Câmara, atualmente as empresas só podem terceirizar serviços que não estão relacionados à sua atividade fim. Todavia, o Projeto de Lei 4330/04 pretende liberar, nos setores público e privado, a terceirização de mão de obra em qualquer atividade, mesmo aquelas que definem a razão de ser da empresa.

“Enviaremos uma moção de repúdio para a Câmara dos Deputados do Brasil contra este Projeto de Lei, pois acreditamos que o Congresso Nacional deve retirá-lo da pauta e promover um amplo debate junto à sociedade”, defendeu o vereador.

José de Lima Ramos Pereira, Procurador Regional do Trabalho, disse que o projeto amplia o processo de terceirização e, com isso, as empresas poderão ter todo seu quadro de pessoal formado por prestadores de serviço. “O resultado será a precarização do trabalho e a redução dos direitos trabalhistas”, afirmou, ressaltando que há terceirização possível, legal e regular, mas que da forma que estão propondo trará sérios prejuízos ao país.

Ainda participaram da audiência os vereadores Aquino Neto (PV), Marcos Antônio (PSOL) e Adão Eridan (PR).

Fonte: Portal da CMN

Trinta baleias encalham na praia de Upanema, em Areia Branca/RN

 

Cinco animais morreram, entre eles um filhote.

Cinco animais morreram, entre eles um filhote.

Trinta mamíferos marinhos da espécie baleia-piloto (Globicephala macrorhynchus) encalharam na madrugada deste domingo (22), na praia de Upanema, litoral de Areia Branca-RN.

Os animais foram avistados por volta das 4h00 por um guarda noturno que realizava ronda naquela praia. Os técnicos do Projeto Cetáceos da Costa Branca foi acionado e prontamente iniciou as operações para salvamento os animais que encalharam em uma área que possui muitas pedras.

Utilizando uma embarcação de pequeno porte da Capitania dos Portos, técnicos do Cetáceos da Costa Branca ainda estão no mar tentando encaminhar vários animais para águas profundas. 25 foram devolvidos ao mar com vida. Outras 5 baleias morreram e estão na praia.

Depois do árduo trabalho de salvamento que contou com auxílio de voluntários,  os veterinários do monitoramento ambiental, afirmaram que ainda é cedo estimar as eventuais causas do encalhe coletivo. Os animais mortos serão recolhidos para necrópsia no laboratório do projeto.

Em 2011 uma baleia da espécie jubarte encalhou na praia de Upanema e depois de um longo trabalho foi devolvida ao mar.

Uma presidenta à altura do cargo

 

Por Bepe Damasco, em seu blog:

A decisão da presidenta Dilma de cancelar a viagem aos EUA é o tipo de gesto que distingue o estadista do chefe de estado vassalo; o mandatário que não abre mão da soberania do seu país do que curva a espinha diante do primeiro rosnar dos poderosos.

Noves fora a importância política do cancelamento, se levarmos em conta apenas os procedimentos inerentes ao jogo diplomático, a decisão de Dilma é impecável. A regra não escrita da reciprocidade, que rege a relação entre as nações, não só respalda a decisão brasileira como alça o nosso país a um patamar ainda mais alto na cena internacional.

É assim que procede quem almeja de fato uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU. Essa é a postura de quem cansou de desempenhar um papel subalterno no mundo e vai se firmando como interlocutor de respeito e liderança inconteste entre os países em desenvolvimento.

Vale notar que a resposta dos EUA à cobrança dura feita pelo Itamaraty à chancelaria norte-americana e depois, olho no olho, por Dilma a Obama foi um amontoado de evasivas, com base nos imperativos de segurança e combate ao terrorismo, mantra predileto dos EUA.

Nenhum pedido de desculpas pela espionagem das mensagens entre a presidenta e seus auxiliares, nem pela bisbilhotagem nos sistemas da Petrobras e tampouco pelo monitoramento dos cidadãos e das empresas e embaixadas brasileiras.

Na certa, a arrogância americana concebeu como tática para superar o imbróglio diplomático a tergiversação e a enrolação. O negócio era empurrar o máximo com a barriga que o Brasil cederia. Afinal, sempre foi assim em mais de 500 anos. Ou não teve até ministro de FHC que tirou o sapato para pisar em solo americano ?

Mas a diplomacia de Obama errou feio ao menosprezar a política externa soberana e independente que o Brasil adotou desde o primeiro governo Lula. Apostou suas fichas no cinismo e perdeu feio. O chanceler dos EUA, em visita ao Brasil, chegou a dizer que a arapongagem visava proteger os próprios países bisbilhotados do terrorismo.

Por sua vez, Obama emitiu nítidos sinais de que para os EUA é impossível deixar de espionar pessoas, empresas e governos ao redor do planeta. Está no DNA imperialista deles. É política de Estado, não de governo. Por fim, chegou a culpar, mais uma vez, os que vazaram a informação, responsáveis, segundo o presidente norte-americano, por amplificar e distorcer os fatos.

Embora a direita midiática vá seguir sua sina colonizada e entreguista e criticar a presidenta Dilma por “colocar em risco as relações com os EUA” e “criar embaraços diplomáticos com o nosso principal parceiro comercial”,o Brasil só tem a agradecer à presidenta por essa decisão corajosa em defesa da nossa soberania.
http://altamiroborges.blogspot.com.br/2013/09/uma-presidenta-altura-do-cargo.html

 

%d blogueiros gostam disto: