Archive | dezembro 2012

Sindicatos e população se unem para realizar protesto

 Por: Portal JH

Profissionais de vários setores realizaram caminhada do centro da cidade até o Hospital Ruy Pereira, em Petrópolis. Foto: José Aldenir

Profissionais de vários setores realizaram caminhada do centro da cidade até o Hospital Ruy Pereira, em Petrópolis. Foto: José Aldenir

Já se passaram oito meses de greve dos médicos do Estado do Rio Grande do Norte e a situação permanece sem uma solução. Sem terem suas reivindicações atendidas e sem nenhuma perspectiva de que o Governo faça uma negociação justa, a categoria continua sem exercer suas atividades e a crise na saúde pública se agrava a cada dia.

Cientes de que os problemas na saúde pública são apenas uma parte de todos que envolvem a gestão atual do RN, o Sindicato dos Médicos do RN (Sinmed) realizou hoje pela manhã o movimento ‘Fora Rosalba’, que já está em sua segunda edição. Na ocasião, profissionais de diversos setores realizaram uma caminhada em protesto saindo da rua João Pessoa, no centro da Cidade até o Hospital Estadual Dr. Ruy Pereira dos Santos, no bairro de Petrópolis, gritando em alto e bom tom as palavras de ordem ‘Não dá, não dá, não dá para agüentar, o povo tá querendo, Rosalba fora já!’.

De acordo com o presidente do Sinmed, Geraldo Ferreira, o movimento tem por objetivo despertar a população para lutar contra a má administração do Estado. “Esse protesto é um reforço a nossa luta desencadeada durante todo o ano, pois há um descaso completo por parte do Governo para com o povo. Há muito marketing, muita propaganda, mas na verdade, poucas realizações e a população está percebendo isso. Há um grito de revolta da sociedade, entendendo que o RN não pode tomar o mesmo rumo que Natal tomou na última administração, que se encerra melancolicamente com todos os serviços públicos desestruturados. Estamos convidando a  população para juntos evitarmos que o mesmo aconteça com o Estado, pois é importante nos unirmos. A nossa luta é a favor deles, para podermos atender bem e servir a população”, disse Geraldo Ferreira.

A mobilização contou com a adesão de representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do RN (Sindsaúde), Sindicato dos Odontologistas do RN (Soern), Sindicato dos Servidores da Administração Indireta do RN (Sinai), Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (Sinte) Sindicato dos Profissionais de Enfermagem, Técnicos, Duchistas, Massagistas e Empregados em Hospitais e Casas de Saúde do RN (Sipern), que durante o ano de 2012, enfrentaram sérios problemas provocados pelo descaso com a saúde pública.

Para a presidente do Sindsaúde, Sônia Maria Godeiro, “o problema do Rio Grande do Norte é devido à gestão desastrosa que temos no momento e tememos que aconteça no Estado o mesmo que aconteceu na cidade de Natal. Todos os setores públicos do RN caminham para a decadência e precisamos evitar que isso aconteça. Por isso, nos unimos e convidamos a população a lutar conosco, por uma gestão de qualidade em nosso Estado, pois esse descaso não pode continuar”, disse Sônia Godeiro.

SERVIDORES MUNICIPAIS

A luta dos servidores do Estado permanece sem trégua, enquanto que os do Município já começam a respirar aliviados, após o pagamento dos salários de cerca de 80% do funcionalismo ter sido efetuado, na última quinta-feira (27).  O Sindicato dos Servidores Municipais de Natal (Sinsenat) aguardava desde o último dia 19 de dezembro uma decisão judicial, após a direção da entidade mover uma ação judicial solicitando o bloqueio de recursos da Prefeitura de Natal para garantir pagamento dos servidores.

Além disso, a categoria se preparava para deflagrar nova greve, mas segundo a presidente do Sinsenat, Soraya Godeiro, a categoria suspendeu o indicativo por tempo indeterminado. “Faríamos hoje uma assembléia para debater sobre as medidas que tomaríamos caso o pagamento não fosse efetuado. Mas como a maioria dos servidores já recebeu, estamos aguardando, pois faltam os servidores que recebem acima de R$3 mil serem pagos. Mesmo assim, nossa luta não parou e já entregamos para a equipe de transição da gestão municipal, toda a pauta de reivindicações dos servidores e esperamos que a próxima gestão  assuma o compromisso de atender e respeitar a nossa luta”, disse Soraya Godeiro.

Segundo Fora Rosalba marca a última manifestação do ano dos profissionais da saúde

533737_363722380390070_1296444960_nEm caminhada da Rua João Pessoa até o Hospital Ruy Pereira, os trabalhadores da saúde realizaram a última manifestação de 2012 nesta sexta-feira, 28. A temática, mais um vez, foi o Fora Rosalba e o enterro simbólico da atual gestão estadual com o grito de guerra “Não dá, não dá, não dá pra aguentar, o povo está querendo Fora Rosalba já!”. O 1º Fora Rosalba ocorreu no último dia 15 de novembro.

“Não podemos ser omissos e nos calar diante de um Governo que realiza todo tipo de arbitrariedades. 2012 se encerra após 8 meses de luta, mas ainda estamos plenos de coragem”, afirma o presidente do Sindicato dos Médicos do RN – Sinmed e da Federação Nacional dos Médicos – Fenam, Geraldo Ferreira.

O médico se refere à greve da categoria, que completou 8 meses em dezembro e ainda não teve resposta satisfatória por parte do Governo. Os médicos reivindicam 13,5% de reajuste do salário base a partir de janeiro de 2013, além de condições mínimas de trabalho; concessão em janeiro da incorporação da GDAC ao salário dos médicos aposentados, do ambulatório e cedidos; formação de comissão paritária SESAP/SINMED para definir, até março de 2013, a criação da carreira médica; piso Fenam; controle de frequência e concurso público

“Ou a governadora negocia com os servidores e dá assistência à saúde ou nosso grito não vai calar. A única preocupação dessa gestão é humilhar seus trabalhadores e enfraquecer sua população”, enfatiza Geraldo Ferreira.

Santino Arruda, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Administração Indireta – Sinai, afirmou que os trabalhadores chegaram ao fim do ano com uma demonstração de firmeza e lucidez.

A manifestação fez paradas em frente à Secretaria Estadual de Saúde – Sesap e à Câmara Municipal de Natal – CMN, além de paradas simbólicas no Ipern e em solidariedade aos servidores da Fundação José Augusto. Na CMN, o protesto foi contra o aumento do salário de vereadores, prefeito e vice-prefeito.

Na ocasião, também chamou-se atenção para a privatização dos hospitais universitários, em curso na gestão da Reitora da UFRN, Ângela Paiva.

Além de Sinmed, Fenam e Sinai, também estiveram presentes representantes do SindSaúde, Soern, CTB, Conlutas, Sipern, Sintest e Sindjorn.

 

Fonte: Site do Sinmed-RN

VALOR DA “HERANÇA MALDITA” DOS 4 ANOS DE MICARLA : R$ 658.192.757,57

Enquanto nós natalenses nos lambuzamos com o Gallipavo melleagris, regado a uma boa carapanta, logo depois das rezas formais, olhamos para Natal e a pergunta vem logo à tona, pelo menos para aqueles cujos cérebros, depois da xumberga, ainda raciocinam : o que será de Natal em 2013?

Se em 2003 Lula assumiu um país com uma “herança maldita”, herdada pelos 8 anos de administração tucano-democrata, que deixou o país com uma moeda reconhecida como forte e a beira da falência, em 2012 Carlos Eduardo também terá sua “herança maldita”.
 
Responsáveis diretos pelo desastre administrativo de Natal
O “custo” dos 4 anos de rapinagem verdejante é de R$ 658.192.757,41 devido ao abandono ou sequer construção de 13 obras públicas. E como nós adoramos relações idiotas, esse valor daria para comprar 2.193 automóveis Gol, com ar-condicionado e os et catervas tradicionais, ou,se formos mais idiotas ainda, de imaginar que essa bagalhoça,se fosse dividida pela população de Natal, daria um pouco mais de R$ 814,00 para cada cidadão, adulto ou criança.
 
Responsáveis pelo descalabro administrativo de Natal.
Das 13 obras, 10 foram iniciadas na segunda gestão de Carlos Eduardo e criminosamente abandonadas pela súcia que governou nossa cidade. São obras que teriam um enorme valor social, visto que afetam comunidades pobres e carentes de infraestrutura, como é o caso da Comunidade África, Maruín e o bairro esquecido de Nossa Senhora da Apresentação, mas que também atingem a classe média da Zona Sul, especialmente de Capim Macio e Ponta Negra.
Evidentemente que, em meios aos festejos natalinos, muitos de nós colocará em segundo plano o fato de que fomos literalmente surrupiados nos nosso direitos e muitos de nós, que hoje acovardam-se em revelar seu voto de 2008, sentem na pele a “tsunami” verde que, patrocinada pelo DEM agripinista e que recebeu considerável reforço do PMDB em 2010, provocou na outrora bela Natal.
Micarla foi um “produto” vendido por seu esplendor e por sua jovial beleza, mas que tinha tutores de peso, que hoje tratam de destruir o RN sem nenhuma crise de consciência. Aliás, não é a toa que o esgoto midiático chamado Veja elegeu o sucessor de Agripino no seu clã, Felipe Maia, como “melhor parlamentar do ano”.
Ainda veremos muita “alma sebosa” tomar para si o título de “o melhor para Natal”. E muitos de nós embarcarão, com fé ou cumplicidade, em mais uma viagem à mediocridade.
Fonte : Novo Jornal

Médicos do RN realizarão protesto contra o Governo de Rosalba.

Os médicos rejeitaram o reajuste de 12%, escalonado em duas parcelas, e se unirão na próxima sexta (28) em caminhada ecoando o coro ‘Pelo Rio Grande do Norte, Pela saúde, Fora Rosalba1′.

Protesto que a classe médica pretende abrir o leque e reunir diversas categorias, com concentração às 8h30, no calçadão da Rua João Pessoa, Centro, seguindo até o Hospital Ruy Pereira.

Nas redes sociais, convocarão toda a população com a hashtag #ForaRosalba 2, “recordando o ato realizado no dia 15 de novembro, pela situação de falência da saúde pública no Estado”.

Médico que ajudou na eleição de Rosalba Ciarlini para o Governo, Geraldo Ferreira encabeça o movimento, como presidente do Sindicato dos médicos (Sinmed).

Justifica: – “Parece que o governo esqueceu que estamos lutando pela dignidade dos pacientes, condições de trabalho, mais leitos de UTI, carreira médica e pelo Piso Fenam”.

A categoria reivindicava “condições mínimas de trabalho, reajuste de 13,5 % do salário base, a partir de janeiro de 2013; concessão em janeiro da incorporação da GDAC ao salário dos médicos aposentados, do ambulatório e cedidos e a formação de comissão paritária SESAP/SINMED para definir até março de 2013 a criação da carreira médica, piso Fenam, controle de frequência e concurso público”.

Em tempo: a greve dos médicos já alcançou oito meses.

Este é o Rio Grande do Norte Maior.

Quem paga o pato? Os mais necessitados, que dependem da saúde pública. Ou seja: mais soma de mortes, mutilações, sofrimento…

Participação nos Lucros e Resultados dos Correios, 2012 e 2013

230383_2632224780260_1650721386_n

Os Sindicatos Unificados de Bauru,Tocantins e Rio Grande do Norte participaram de uma reunião com os representantes da ECT, em Brasília, no dia 18 de dezembro, para continuarem o processo de negociações do pagamento das PLR’s 2012 e 2013.

Os Representantes da ECT ratificaram que devido ao não fechamento do Acordo com a FENTECT no início do ano de 2012, protocolou no DEST uma proposta, a qual foi autorizada a ser paga no primeiro semestre de 2013.

Mais uma vez a falta de capacidade da Fentect e a intransigência da ECT prejudicaram os trabalhadores do Correios, uma vez que a proposta protocolada no DEST atende somente os interesses da ECT e seus Dirigentes não respeitando a vontade dos trabalhadores. Portanto, a PLR 2012 será prejudicial aos trabalhadores da base e benéfica a alta cúpula da Empresa.

Informamos também, que o lucro da ECT no período de janeiro a novembro de 2012 está acumulado em torno de 1.063, um bilhão e sessenta e três milhões de reais, cuja composição do LUCRO até o momento é a seguinte: Lucro de Luvas do Banco Postal: 311 milhões; Lucros advindos de aplicações financeiras 680 milhões; Lucro de outras receitas (multas de fornecedores, indenizações favoráveis a ECT, leilões, contrato, selos, sedex etc) 201 milhões. Informamos também que houve um déficit operacional de 128 milhões. Quanto ao resultado final do LUCRO em 2012, poderá haver uma queda no mês de dezembro 2012 devido ao pagamento de 13º salário, podendo o lucro do ano de 2012, gerar próximo a 1 bilhão de reais.

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS – PERÍODO ANO 2013

Quanto às negociações dos critérios da PLR-2013, a ser paga no ano de 2014, a ECT está aguardando retorno do DEST quanto ao pedido de dilatação do prazo até o dia 31 de janeiro de 2013 para marcar novo calendário de reuniões com os Sindicatos Unificados.

Companheiros, mais uma vez, como ocorreu no dissídio coletivo deste ano no TST, os Sindicatos Unificados não medirão esforços para garantir que as PLR’s 2012 e 2013 sejam pagas de forma justa, pois entendemos que todos os empregados indistintamente contribuem para estes lucros e resultados e fazem da ECT um dos melhores CORREIOS do mundo.

 

Fonte: Site SINDECTEB

Sindicatos Unificados discutem organização da Federação Interestadual e PLR 2012 e 2013

Os Sindicatos Unificados de Bauru, São Paulo, Rio de Janeiro, Tocantins e Rio Grande do Norte se reuniram no dia 14 de dezembro, em Bauru, para tratar da organização da Federação Interestadual, além da PLR 2012/2013 e do Postalis. Com a participação do Conselheiro Rogério Ubine, foram apresentadas as preocupações quanto as denúncias sobre o rombo que está ocorrendo novamente no Postalis, Plano BD e o déficit deste ano no Postalprev.

Nos dias 18 e 19 de dezembro, os Sindicatos Unificados provocaram reunião com a direção da ECT em Brasília, para discussão sobre o pagamento da PLR 2013, com o objetivo de propor à ECT o prazo de 31 de janeiro de 2013 para os pagamentos.

Em janeiro, os Sindicatos Unificados voltam a se reunir para tratar da PLR 2012 e pedir a reabertura das negociações na ECT.

Fonte: Site do Sindecteb3842_2623461601186_299195868_n (1)

Lamento profundamente a morte de forma violenta do Carteiro Francisco de Assis Souza Marinho, em Mossoró/RN

Funcionario dos correios é executado com um disparo a queima roupa dentro de seu próprio veiculo na Alameda dos Cajueiros em Mossoró.

A ação criminosa foi registrada pela Central de Operações da Polícia Militar, por volta de 19h de sábado, 22 de Dezembro de 2012, na Rua Francimar Bezerra da Silva, próximo à Unidade Básica de Saúde, no loteamento Alameda dos Cajueiros, no Alto de São Manoel.

Francisco de Assis Souza Marinho, 38 anos de idade, carteiro dos correios de Mossoró, residente na Rua na Rua Ciclista Chico Roque, próximo ao local onde foi encontrado morto dentro de seu próprio veiculo, Um Corsa Sedam, de cor preta de placa, HXF 0592 Mossoró.

Segundo informações colhidas no local, Francisco foi visto circulando pelo bairro em companhia de outra pessoa, que não foi identificada. Ainda segundo informações ele teria sido visto saindo de um bar, localizado na região, mais o companheiro. Familiares informaram aos policiais que atenderam a ocorrência, que a vitima passou em frente a sua residência, minutos antes de ser morto.

O perito criminal, Joaquim Guimarães, constatou uma agressão no rosto e uma perfuração na região do Tórax da vitima provocados, por arma de fogo. Ele acredita que o acusado estava dentro do carro e ao lado da vitima. Joaquim disse que o disparo foi à queima roupa. Uma equipe da Unidade de Suporte Avançado “Alfa” do Samu ainda foi ao local, apenas para constatar o óbito.

Policiais da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicleta, Rocam realizaram o isolamento da área, para os trabalhos de perícia da equipe do Instituto Técnico e Científico de Polícia, Itep.

Francisco de Assis fazia parte da Igreja Batista Regular da Fé, mas segundo informações, era inconstante nas atividades religiosa.

Fonte: DN Online e blog O Câmera
%d blogueiros gostam disto: