Archive | janeiro 2012

PM que denunciou supostos desvios no Esporte é promovido

Escrito por Daniela Novais

Do G1 – O policial militar João Dias Ferreira, delator do suposto esquema de corrupção no Ministério do Esporte que levou à demissão do ex-ministro Orlando Silva, foi promovido de soldado a cabo da Polícia Militar do DF, de acordo com portaria do Comando Geral da PM desta terça-feira (31).
Segundo a PM, o salário-base de um cabo é de R$ 4.550 – R$ 200 a mais do que o salário de soldado, posto que João Dias ocupava antes da promoção. O G1 procurou o advogado de João Dias, mas não obteve retorno até a publicação.

A mudança de posto foi anunciada nesta segunda (30) pelo governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz. Ao todo 2,8 mil PMS foram promovidos ao custo de R$ 7 milhões ao ano na folha de pagamento.

De acordo com o corregedor da PM, Coronel Jahir Lobo Rodrigues, Dias está afastado e responde a duas sindicâncias por atividades supostamente irregulares no aspecto disciplinar. Além disso, ele foi autuado com base no Código Militar por agressão após ter invadido o Palácio do Buriti, em dezembro do ano passado.

Na ocasião, ele foi preso na sede do governo do DF ao levar uma sacola com dinheiro ao gabinete do secretário de Governo, Paulo Tadeu. Segundo Dias, o dinheiro – R$ 200 mil – teria sido deixado na casa dele por “emissários do governo” na noite anterior para que deixasse de fazer denúncias contra o governo do DF. Na época, Tadeu negou envolvimento com o caso.

O coronel Rodrigues afirmou que os processos disciplinares a que Dias responde dentro da corporação ainda não foram concluídos, o que não impede a promoção. “Não tem nada em definitivo julgado contra ele, nem mesmo os danos ou problema psíquicos psicológicos. Enquanto não tiver nada contra ele, ele tem direito de progredir. Se ele faz jus, se ele já tem tempo para ser promovido, será promovido”, afirmou.

Em 2011, João Dias se envolveu em várias polêmicas relacionadas ao governo do DF. Em dezembro, ele tentou ser recebido por Agnelo, mas foi impedido por seguranças do Palácio do Buriti. Após bater boca com um major da PM, ele foi levado à delegacia para prestar depoimento

Em novembro, a TV Globo divulgou trechos de conversa do governador Agnelo Queiroz com o policial. João Dias chegou a ser preso acusado de desvio de dinheiro. Dias antes da prisão, ele ligou para pedir ajuda de Agnelo para se defender.

Durante a Operação Shaolin, da Polícia Civil do Distrito Federal, João Dias chegou a ser preso. A operação investigou desvio de dinheiro do programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte.

Denúncias
O suposto esquema de corrupção no Ministério do Esporte foi revelado por Dias em entrevista à revista “Veja” em outubro. De acordo com a reportagem, Dias afirmou que o então ministro do Esporte, Orlando Silva, participou de suposto esquema de desvio de dinheiro da pasta.

Orlando Silva, que deixou o cargo devido às denúncias, sempre negou envolvimento com irregularidades. Em nota divulgada na época em que o caso foi tornado público, Silva disse que a denúncia era “falsa, descabida e despropositada”.

Na entrevista para a revista, Dias afirmou que o ministro teria comandando um esquema de desvio de verbas do programa Segundo Tempo, de incentivo à prática esportiva entre crianças e adolescentes. Conforme a revista, o suposto esquema teria desviado cerca de R$ 40 milhões da pasta nos últimos oito anos.

João Dias foi candidato a deputado distrital em 2006. Preso em abril do ano passado, ele é suspeito de desviar R$ 2 milhões do programa Segundo Tempo por meio de entidades esportivas que ele comandava.

Fonte: G1

O Cordel que deixou Rede Globo e Pedro Bial indignados…

 

 

Antonio Barreto

 

Cordel que deixou Rede Globo e Pedro Bial indignados
Antonio Barreto nasceu nas caatingas do sertão baiano, Santa Bárbara/Bahia-Brasil.

Professor, poeta e cordelista. Amante da cultura popular, dos livros, da natureza, da poesia e das pessoas que vieram ao Planeta Azul para evoluir espiritualmente.

Graduado em Letras Vernáculas e pós graduado em Psicopedagogia e Literatura Brasileira.

 

Seu terceiro livro de poemas, Flores de Umburana, foi publicado em dezembro de 2006 pelo Selo Letras da Bahia.

Vários trabalhos em jornais, revistas e antologias, tendo publicado aproximadamente 100 folhetos de cordel abordando temas ligados à Educação, problemas sociais, futebol, humor e pesquisa, além de vários títulos ainda inéditos.

Antonio Barreto também compõe músicas na temática regional: toadas, xotes e baiões.

 

BIG BROTHER BRASIL UM PROGRAMA IMBECIL.

Autor: Antonio Barreto, Cordelista natural de Santa Bárbara-BA, residente em Salvador.

Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.

Há muito tempo não vejo
Um programa tão ‘fuleiro’
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.

Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, ‘zé-ninguém’
Um escravo da ilusão.

Em frente à televisão
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme ‘armadilha’.

Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.

O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.

Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.

Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação.

Respeite, Pedro Bial
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Da muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.

Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social

Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério – não banal.

Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.

A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os “heróis” protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.

Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.

Talvez haja objetivo
“professor”, Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.

Isso é um desserviço
Mal exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.

É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos “belos” na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.

Se a intenção da Globo
É de nos “emburrecer”
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.

A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.

E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.

E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.

E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados

Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.

A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.

Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.

Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?

Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal.
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal.

FIM

No ultimo domingo(30/01) aconteceu festa na maior árvore frutífera do Planeta em Natal/RN

Iniciamos o boletim da Ong Baobá com um pensamento da americana Rachel Carson “O homem é parte da natureza e sua guerra contra a natureza é inevitavelmente uma guerra contra si mesmo” do seu revolucionário livro Primavera Silenciosa.

Convite – Simbolize o planeta Terra

Vista uma camisa azul, e participe com seus amigos do 2º Abraço no Maior Cajueiro do Mundo contra o Aquecimento Global, e doe 01 quilo de alimento que será entregue ao GACC (Grupo de Apoio a Criança com Câncer), domingo, dia 05 de fevereiro a partir das 8h00.

Projeto de Educação Ambiental

Pela manutenção do clima no Planeta, para a segurança da biodiversidade e dos seres humanos. As grandes perturbações do clima pelo aquecimento global, tem provocado danos e perdas geométricas no meio ambiente e na economia mundial.

Alunos do IFRN

O Grêmio Estudantil Djalma Maranhão do IFRN, levará os alunos no ônibus da instituição, quem estiver interessado procurar Rolfran, telefone (84) 8847.1794

Escola Luiz Soares

Também estará presente, levando seus alunos num ônibus para o abraço no cajueiro em Pirangi/RN.

SOS Mangue

Distribuirá sabão feito com óleo reciclado de cozinha, e logo após haverá uma aula sobre produção do mesmo.

Aphoto

A Associação Potiguar de Fotografias – fará cobertura fotografia do evento.

Sorteios/Premiações

Para os participantes haverá os seguintes sorteios: a) um final de semana no Hotel Caravelas em Pirangi do Norte; b) um passeio para a majestosa praia de Galinhos pela MarAzul Turismo; c) um vale de compras no valor de duzentos reais do supermercado Super Show/Pirangi; d) três passeios de barco no Marina Badauê em Pirangi; e) cinco passeios de barco no Cunhau Ecológico;  f) um filme/documentário “A Revolta” e g) três títulos de capitalização do NatalCap.

Apoiam a iniciativa:

Empresas

Bike Aventura

Marina Badauê

Passeio de barco Cunhau Ecológico

NatalCap

MarAzul Turismo

Hotel Caravelas

Açai do Grilo

Evetech

Engelev

Lucgraf

Refazenda Comunicação

Tropical Surf House

Espaço Harmonia Yoga

Solução PC Tecnologia

Supermercado Super Show/Pirangi

ArtFilme

Órgãos Governamentais

DER

SETRA/PARNAMIRIM/RN

CPRE

SESAP

IDEMA

Movimentos Sociais

Amopin

Gacc

Aphoto

DCE/UFRN

Oceanica

SOS Mangue

Amigos da Natureza

SOS Ponta Negra

Geotrilhas

64 Geman/RN

Acirn

Rapadura Biker

Bicicletada Natal

Ciclistas de Natal

Ponta Negra Bike

Bike Satelite

Horto Florestal Pitimbu

Serviço

Evento: “2º Abraço no Maior Cajueiro do Mundo, contra o Aquecimento Global e Mudanças no Código Florestal Brasileiro”.

Local: Praia de Pirangi do Norte/RN

Data: 05 de fevereiro de 2011 (domingo)

Inscrição: 01 quilo de alimento (destinados ao GACC)

Concentração: 8h00 às 9h00 (ficha de inscrição e informações)

Abraço: 9h10min

Sorteio: 9h40min

Informações

Haroldo Mota: (84)9927.6555/8845.4603

Kathy Alves: (84) 8814.9844

www.ongbaoba.org.br

baobacontato@gmail.com

Carros elétricos

A empresa Evetech estará presente também no evento com seus carros elétrico.

Lisboa/Portugal

De 09 a 11 de fevereiro/2012, acontece a extensão do 1º Festival de filmes sobre energia nuclear – International Uranium Film Festival

Veja

http://www.bracodeprata.net/cinema.shtml

Engenheiro de Curitiba

Para salvar o filho, ele deixou a profissão, fez dívidas e até aprendeu medicina. Confira essa extraordinária história no endereço abaixo.

Fonte

http://daleth.cjf.jus.br/vialegal/materia.asp?CodMateria=1478

Prius acende lanterna verde para o Brasil

O híbrido lançado em 1997, já superou a marca de 2,3 milhões de unidades vendidas em todo o mundo. Agora, com o mercado brasileiro se tornando prioridade para muitas marcas, chegou a vez do Brasil receber o hatch com dois motores – um elétrico e outro a gasolina.

Fonte

http://motordream.uol.com.br/noticias/ver/2012/01/27/teste-prius-acende-lanterna-verde-para-o-brasil

São Paulo ganha 27 trólebus com visual novo

Renovar 70% do universo de 190 trólebus da capital é uma das metas da gestão Gilberto Kassab (PSD) até o fim deste ano. Segundo a estatal, a frota de 190 trólebus, na comparação com a mesma quantidade de veículos movidos a diesel, garante, a cada mês, que 1,5 milhão de quilos de gás carbônico deixem de ser despejados na atmosfera da cidade.

Fonte

http://blogs.estadao.com.br/jt-cidades/sao-paulo-ganha-27-trolebus-com-visual-novo/

Walter Sorrentino: “Precisamos falar mais para a sociedade”

O trabalho organizativo e de construção partidária do PCdoB ganha em 2012 um papel ainda mais destacado na vida de seus quadros e militantes. As comemorações dos 90 anos do PCdoB e a realização das eleições municipais — em mais de 5,5 mil municípios brasileiros — formam os principais pilares da atuação do Partido este ano.

Por Mariana Viel
 

Walter SSorrentino: “O documento mais elevado da vida partidária é o Programa pelo qual lutamos”.

O secretário nacional de Organização do PCdoB, Walter Sorrentino, define o processo eleitoral como um ponto determinante do processo organizativo do Partido este ano. “A primeira estaca de todo o processo que pensamos é de fato preparar e mobilizar o Partido para a vitória eleitoral. O PCdoB vem preparando esse projeto político afirmativo há dois anos. Tudo que fazemos é construir o Partido para a luta política”, explica o dirigente.

A participação nas eleições municipais deverá reforçar ainda mais o protagonismo político do Partido no cenário nacional. Com candidaturas próprias em 10 grandes capitais brasileiras e em diversos municípios de médio e pequeno porte, o PCdoB promete firmar importantes marcas no pleito. Walter cita a expressiva votação do Partido em 2010, na disputa para o Senado — quando o PCdoB foi o 4º mais votado, atrás apenas do PT, PSDB e PMDB. “Não estou dizendo que somos o 4º partido mais forte, mas esse tino político e a capacidade de nos concentrarmos em torno de determinadas batalhas dão a ideia de nossa força. Acumulamos força para ter 10 candidatos competitivos em 10 importantes capitais. Não dá para lidar com o PCdoB como um partido pequeno”.

“Precisamos falar mais para a sociedade, por isso as eleições são tão importantes. O Partido tem que amplificar a capacidade de falar de tudo que se orgulha para a sociedade. Qual é o Partido que tem 90 anos, tem uma base teórica bem definida, tem um Programa exequível e uma estrutura e princípios organizativos do tipo do PCdoB?”.

90 anos do PCdoB

Mas 2012 representa ainda um marco na história do Partido — que completa no próximo dia 25 de março 90 anos. Ao lado das eleições, foi pensado um intenso processo de afirmação das convicções, da ideologia e da política PCdoB em todo o país. “É o partido mais antigo do país e creio que seja também o mais maduro do Brasil — em termos de saber o que quer e o que fazer para alcançar seus objetivos”.

O extenso calendário de comemorações inclui uma variada programação política, cultural e de estudo da própria história do PCdoB. “Estamos pensando em uma ampla mobilização, que reforce a organização partidária. Em função dos 90 anos e das eleições, construímos o projeto de construção partidária para 2012. Vai ser um processo de intenso trabalho ideológico e de mobilização — voltado para o reforço da estrutura organizativa do Partido”.

“Fazemos um grande esforço para sermos fiéis a esse legado que acumulamos em 90 anos de luta e ao mesmo tempo sermos fiéis ao povo trabalhador, à nação e à luta pelo socialismo em nosso país”.

Reforço ideológico

A meta de reforço do trabalho ideológico prevê que todo o Partido passe pelo Curso do Programa Socialista. Do ponto de vista organizativo a estaca central é persistir nas definições retiradas do 7º Encontro Nacional Sobre Questões de Partido — definida por Walter como “uma obra para um período histórico da construção partidária”.

“Em matéria organizativa, os objetivos do 7º Encontro, falam da necessidade de dirigirmos crescentemente o Partido por meio da política de quadros e a partir dela fortalecer a vida militante de base. Quem acompanhou os debates entende bem que essas duas coisas combinadas significam uma revolução, que chamamos de um novo modo de direção organizativa. É um assunto complexo e vamos nos dirigir de novo às direções dos grandes municípios com essa missão. É a partir deles que queremos fortalecer esse caminho”.

A necessidade permanente do reforço ideológico também está diretamente associada ao crescimento do Partido. Em 2011, durante o processo de conferências municipais o número de militantes participantes da vida partidária cresceu mais, proporcionalmente, do que o número de filiados inscritos. “É um movimento importante que mostra o estilo do militante do partido. Evidentemente que o trabalho ideológico é voltado para a ideia de vida militante – desde a base. É um partido que, na luta, se mobiliza mediante as suas organizações”.

O dirigente nacional reforça que o Partido está em franco crescimento, e que é uma força respeitada — com forte adesão popular. Em números reais, a meta do PCdoB é alcançar a marca de 400 mil filiados este ano. Segundo Walter, esse crescimento deve estar associado ao trabalho de educação. “O Partido se abriu muito, o que é ótimo. Entra muita gente jovem, da sociedade, do empreendedorismo, da cultura, da ciência e sem uma mentalidade mais aprofundada da ciência política e dos fundamentos marxistas e leninistas. Isso é normal. O que não seria normal era deixarmos de fazer um intenso trabalho de educação dentro do Partido. Essa abertura não significa diluição teórica, política ou organizativa.”.

Programa Socialista

O vértice do esforço de formação dessa nova e ampla militância comunista brasileira é o Programa Socialista do PCdoB. Para Walter, o documento reúne todo o conteúdo da luta política e da própria formação teórica e ideológica do Partido. O Programa se aproxima da realidade concreta, que diz respeito à experiência imediata do próprio militante. O documento indica a luta pelo socialismo (que é o rumo) e o Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento (o caminho).

“O documento mais elevado da vida partidária é o Programa pelo qual lutamos. Ele é assimilável por qualquer cidadão brasileiro. O Curso do Programa Socialista deve mobilizar de novo todas as bases que se organizaram para as conferências do ano passado”.

Mobilizações

Entre 2009 (ano do 12º Congresso) e 2011, a mobilização de base do PCdoB nas grandes cidades cresceu 240% — passando de 830 para cerca de 2400 bases organizadas. Em 2011 o PCdoB cresceu 34%, segundo os critérios de números de filiados e militantes. “Somos um Partido que tem um apelo popular, social, político e cultural”.

O secretário nacional de Organização diz que a vantagem de trabalhar planejadamente é substituição das urgências pelo que é importante. “Começamos o ano com um plano, o que também acho muito importante. Devemos regular planificadamente a atividade do Partido. Nosso plano foi divulgado para o todo o Partido para fazer convergir os esforços. É uma agenda de uma pauta nacional que vale para todo o país — com as diferentes características que cada estado tem”.

Do ponto de vista organizativo, segundo o dirigente nacional, “a mosca do alvo” é a instituição de fato dos departamentos de quadros ligados aos 27 estados brasileiros. “É preciso dotá-los de um plano de trabalho na direção do Plano Nacional. Vamos fazer uma reunião entre os departamentos de quadros em março, no Rio de Janeiro. A partir desses pontos de apoio vamos insistir num novo modo de direção organizativa”.

Os ataques 

Em outubro de 2011, falsas denúncias dirigidas ao ex-ministro do Esporte Orlando Silva e ao PCdoB provocaram uma forte reação da base militante do Partido. Os ataques se transformaram em uma forte campanha da mídia conservadora brasileira e da oposição para atingir a integridade do Partido e tentar frear seu crescimento.

De acordo com Walter, as agressões se revelaram um grande teste para o Partido. “Como uma estrutura de 300 mil filiados e 130 mil militantes se mantém firme? Porque confia na orientação política e porque tem uma política de organização e formação que dá consistência. São pessoas que vivenciam a realidade política e sabem que aquelas denúncias eram mentiras. O Partido reagiu em uníssono, o que demosntra também grande espírito político”.

“Como uma pessoa poder ter confiança na orientação política se não estiver suficientemente informada? Como é que um militante pode estar suficientemente informado se o Partido não tiver uma vida interna democrática e organizada? Uma coisa leva à outra. Se a pessoa acha que o dirigente está separado da massa de militantes e não há informação, transparência e democracia no debate interno isso não acontece”.

Fonte: Portal do PCdoB

Plágio: “Fantástico” copia série premiada do “Jornal da Band”

Uma reportagem especial exibida no “Fantástico” de 8 de janeiro, da Globo, sobre fraude em postos de combustíveis, está dando o que falar. Ela é simplesmente cópia de uma série produzida pelo “Jornal da Band”, apresentada em fevereiro de 2011 e reprisada no último sábado, dia 7. A reportagem da Band recebeu menção honrosa do Prêmio Esso de Jornalismo.

Os apresentadores do “Fantástico”, Renata Ceribelli e Zeca Camargo, anunciavam desde sábado à noite que mostrariam algo inédito, mas todos os elementos da reportagem –inclusive um sistema ativado por controle remoto–, já tinham sido mencionados no trabalho da equipe da Band.

A matéria da Globo inicia frisando que a denúncia será apresentada pela primeira vez na TV brasileira, omitindo que foi a reportagem da Band, apresentanda há um ano atrás, que deu início às investigações em curso no Ministério Público.

A repercussão negativa do plágio obrigou a emissora dos Marinho a dar os créditos para a Band no “Jornal Nacional” de segunda-feira (9). No entanto, até agora a Globo não fez nenhum comentário sobre o erro cometido, nem mesmo no próprio “Fantástico”.

Assista à matéria da Band, exibida em fevereiro de 2011.

%d blogueiros gostam disto: